Tel.: (11) 3149-5190 | 0800-773-9973

logo home

"Hoje sou um Edson renovado"

Crédito: Cadu Piloto

Quem assiste às cenas do personagem Dantas na novela das 21 h da Globo, A Força do Querer, se surpreende com a vitalidade que seu intérprete, Edson Celulari, tem demonstrado aos 59 anos. Difícil acreditar que, há menos de um ano, o ator descobriu uma doença rara, que exigiu de si e de sua família, em especial à mulher, Karin Roepke, força para enfrentar um tratamento agressivo. O linfoma não Hodgkin (mesmo tipo de câncer que acometeu Reynaldo Gianecchini) chegou de surpresa e deixou marcas em sua trajetória. Sem se intimidar ao falar sobre os detalhes da doença, o ator conversou com AnaMaria sobre sua história de superação.

 

Como você descobriu que estava com câncer? 

Eu estava com alguns sintomas de resfriado, mas senti um nódulo perto do pescoço. Estranhei aquilo um pouco e fui ao médico. Ele falou que deveria ser um resfriado normal e aquilo poderia ser apenas uma consequência disso. O resfriado passou, mas o nódulo continuou ali. Voltei e resolvemos investigar, passei por vários exames e assim foi descoberto que era um câncer.  

 

Quase todos que passam por essa situação falam que retornam diferente. Chegou a pensar em morte?  

Sim, não tem como não pensar. Você tem oportunidade de rever muitas coisas e repensar outras. Não é simples, você leva um susto e pensa: logo eu? Já está na hora? Deixa eu arrumar o salão, conversar com os meus filhos, arrumar isso e aquilo e, depois, me chama. Quando alguém passa pela doença, a pessoa volta mais forte, com seus valores revistos e dando importância às coisas que realmente valem a pena. Voltei do câncer melhor do que era.

 

Você se surpreendeu com o carinho do público durante seu tratamento? 

Quem trabalha com arte sempre espera que o público acompanhe e goste de seu trabalho. Uns mais e outros menos, isso é natural. Porém, diante de uma doença como essa, realmente, a reação das pessoas foi bastante comovente. Recebi muito carinho, demonstrações de fé, escutava muitas coisas bacanas na rua ou quando eu tinha que pegar o avião para fazer o tratamento. Em um momento que as notícias não são tão boas quando você abre o jornal, por outro lado tem gente se reunindo para rezar pela sua saúde, fazendo correntes de fé. Pode acreditar, isso é fortificante.

 

Atualmente, você ainda sofre com as mudanças ou cuidados especiais?  

Apesar de ter me curado do câncer e já ter finalizado o tratamento com a quimioterapia, eu sigo em observação – e assim ficarei durante dois anos. Ainda não posso me expor ao sol, por exemplo, porque tenho mais facilidade de ficar com manchas por causa dos medicamentos que tomei. Mas, no resto, a minha vida está completamente normal. Ando 4 km por dia, jogo tênis de mesa, levo tudo com naturalidade. Sou um Edson renovado e consigo olhar para tudo ao meu redor de um jeito diferente agora.

 

Qual foi a sensação ao voltar ao trabalho?  

Quando entrei nos estúdios, a sensação foi muito boa. Depois de ter ficado afastado durante um tempo é como se olhasse e sentisse realmente que meu lugar é aqui. A novela tem um tom leve e o meu personagem é divertido, tudo de que eu precisava agora. O Dantas se envolverá com muitas mulheres, mas seu gosto é pelas mais novas. Acontecem muitas situações engraçadas. Estou muito feliz neste momento.  

 

Qual é a força do seu querer nesse momento?  

O meu querer, atualmente, é me divertir com o meu novo trabalho e com os meus colegas de elenco. É uma novela incrível. Quero também curtir meus filhos e me preparar para outros projetos, que nem adianta me perguntar quais são porque não vou falar (risos). O foco do momento é a novela. É nisso que estou me concentrando. 

 

TUDO É DÁDIVA! 

“A primeira frase que me veio à cabeça quando o Edson me contou sobre o câncer foi: tudo é dádiva! Foi essa a postura que tomamos diante da situação. Decidimos aceitar o que a vida estava nos propondo. Por essa razão, na medida do possível, passamos por tudo com leveza e confiança. Sentir que ele precisava de mim me fez mais forte e as dificuldades aumentaram ainda mais o nosso vínculo. Quando ele estava imunossuprimido e era recomendado ficar em casa, fizemos uma lista das peças que queríamos ler e os filmes que queríamos ver. Vivemos na companhia dos personagens que, cheios de outras vidas, aliviavam a nossa realidade. Passamos por momentos difíceis, outros nem tanto, mas uma certeza que nunca nos faltou é a do laço de amor que nos faz viver, cada dia, mais presentes e mais atentos um ao outro.” Karin Roepke 

 

ENTENDA A BATALHA VIVIDA PELO ATOR: 

Descoberta  

Em meados do ano passado, Edson Celulari estava descansando com sua mulher, a atriz Karin Roepke, em uma viagem para a Patagônia, quando notou que um de seus gânglios da garganta estava inchado. Achou que era por conta de uma gripe, mas quando os sintomas passaram e o inchaço não, procurou um médico assim que voltou para o Brasil. Após passar por uma bateria de exames, veio o diagnóstico: ele estava sofrendo de um linfoma (câncer no sistema linfático) do tipo não Hodgkin.  

Apoio da família  

O ator optou por só dividir a notícia com seus parentes e amigos depois de saber os detalhes de como seria o tratamento. Primeiro, contou para a mãe, Enoy Celulari, de 82 anos, que reagiu com positividade. Depois, falou com os filhos, Enzo, de 19 anos, e Sophia, de 14 – que, no primeiro momento, choraram muito com a notícia, mas depois deram todo o apoio para o pai.  

Efeitos colaterais  

Para o caso de Edson, o tratamento mais indicado foi a quimioterapia. No entanto, mais do que a queda dos cabelos, o processo despertou nele efeitos desagradáveis, como uma alergia forte após a primeira sessão, além de náusea, cansaço e perda do olfato. Ao todo, foram seis sessões com intervalos de 23 dias entre cada uma. Foi nessa época que decidiu tornar pública a sua luta e, no dia 20 de junho de 2016, compartilhou uma foto de cabelos raspados pelas redes sociais. Ele também fez sessões de radioterapia.  

Superação e volta à TV 

Após todos esses obstáculos, o ator compartilhou sua felicidade com os fãs ao finalizar o tratamento com sucesso. Hoje, faz apenas acompanhamento médico e uma espécie de manutenção para aumentar a imunidade. E o tempo de descanso foi curto: em questão de meses já estava de volta ao trabalho, participando das gravações da novela A Força do Querer.  

 

Fonte: Ana Maria Uol 

 

Certificados

Busca rápida


Importante!

Os conteúdos disponíveis neste portal são exclusivamente educacionais e informativos. Em hipótese nenhuma deve substituir as orientações médicas, a realização de exames e ou, tratamento. Em caso de dúvida consulte seu médico! O acesso a informação é um direito de todos.

 

Hospedagem Voluntária

hostgator