Tel.: (11) 3149-5190 | 0800-773-9973

logo home

Soraia Fagundes

Avaliação do Usuário

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa
 

Tudo começou em janeiro de 2011, estava sentindo muito cansaço, muito desanimo não conseguia fazer nada, poderia até ser normal pois estava amamentando meu filho que tinha 9 meses na época. Mas logo apareceu um carocinho bem pequeno do lado direito do pescoço juntamente com dores na garganta, fez até o primeiro médico diagnosticar uma infecção de garganta, tomei benzentacil e voltei para casa. 

Um mês depois os sintomas não passavam e o carocinho já havia aumentado um pouco e aparecera outro do outro lado do pescoço juntamente com febre todos os dias a tarde, emagrecimento e muita fraqueza. Voltei ao médico e ela achou muito estranho, pediu que levantasse os braços e apalpando as axilas sentiu mais dois caroços um em cada axila. Pediu que eu fizesse vários exames que nada constaram a não ser uma anemia, mas eu piorava: sudorese noturna, os caroços cresciam muito a cada dia o mau estar era horrível! 

Então a médica pediu uma biopsia dos nódulos que só consegui depois de muita luta pois tive que enfrentar os obstáculos do SUS, mas enfim quando saiu o laudo meu mundo desabou, era Linfoma não-Hodgkin.

A hematologia do Hospital do Câncer em Goiânia assumiu meu caso e começou minha batalha, 8 sessões de quimioterapia e logo depois Transplante de Medula Óssea autólogo. Não foi fácil lidar com a queda dos cabelos logo na primeira quimio, o mau estar, mas tudo passei com muita fé e força de vontade e principalmente por causa do meu filho que era tão pequeno e da minha família que me apoiava muito.

Hoje estou com dois anos e sete meses de remissão, nunca mais senti nada e ganhei um grande presente com dez meses de TMO, descobri que estava grávida, sem nenhum tratamento para preservar a fertilidade antes do tratamento e nem depois, naturalmente. Foi um grande presente que nasceu perfeito e saúdavel quando provavelmente só teria o filho que já tinha antes do tratamento, me sinto ótima com meus filhos e só tenho que agradecer a Deus, ao Dr. Cesar Bariane e toda sua equipe do TMO do Hospital do Câncer em Goiânia onde conheci a Abrale. E agradeço também a Abrale que me ajudou muito, conhecendo mais sobre essa doença e me fortalecendo com as publicações das experiencias de outras pessoas que também venceram essa batalha!

Certificados

Busca rápida


Importante!

Os conteúdos disponíveis neste portal são exclusivamente educacionais e informativos. Em hipótese nenhuma deve substituir as orientações médicas, a realização de exames e ou, tratamento. Em caso de dúvida consulte seu médico! O acesso a informação é um direito de todos.

 

Hospedagem Voluntária

hostgator