Tel.: (11) 3149-5190 | 0800-773-9973

logo home

linfoma

Data de criação: 08 Abril 2016

Tratamento - LNH

Consultoria Dr. Bernardo Garicochea

A medicina tem avançado bastante nos tratamentos de linfoma não-Hodgkin e as chances de cura são, em média, de 60 a 70%. Mas é muito importante que a doença seja descoberta logo no início! Os tratamentos existentes para o linfoma não-Hodgkin são:

 

Quimioterapia

Cada caso é avaliado individualmente, mas este é um dos tratamentos mais comuns.

Medicamentos extremamente potentes no combate ao câncer são utilizados com o objetivo de destruir, controlar ou inibir o crescimento das células doentes. São eles:

· Asparaginase

· Bendamustina

· Bortezomibe

· Carboplatina

· Carmustina

· Ciclofosfamida

· Cisplatina

· Citarabina

· Doxorrubicina

· Etoposídeo

· Fludarabina

· Gencitabina

· Ifosfamida

· Metotrexato

· Mitoxantrona

· Oxaliplatina

· Vincristina

Ela pode ser oral ou aplicada direto no sangue, por meio de um cateter. Também pode ser intratecal, quando há a necessidade de fazer com que o tratamento do linfoma chegue ao sistema nervoso central, diretamente por meio do líquido espinhal. 

Sua administração é feita em ciclos, com um período de tratamento, seguido por um período de descanso, para permitir ao corpo um momento de recuperação. Saiba como cuidar de seu cateter

Alguns efeitos colaterais podem surgir, como enjoo, diarreia, obstipação, alteração no paladar, boca seca, feridas na boca e dificuldade para engolir. Mas saiba que existem medicamentos para amenizar cada um deles. A nutrição também é uma importante aliada na melhora de cada um deles, e por isso a Abrale fez uma seleção de alimentos que vão te ajudar bastante neste momento.

A queda de cabelo costuma acontecer, pois a quimioterapia atinge as células malignas e também as saudáveis, em especial as que se multiplicam com mais rapidez, como os folículos pilosos, responsáveis pelo crescimento dos cabelos. Nessa fase, busque por alternativas como lenços, bonés, chapéus ou perucas, caso se sinta mais à vontade.

A imunidade baixa, comum a esta fase do tratamento, pode facilitar o surgimento das infecções. A febre é o aviso de que um processo infeccioso está começando, então não deixe de procurar seu médico. Se for necessário, medicamentos serão administrados.

Mas com pequenos cuidados, como lavar as mãos com frequência, você pode evitar que essas temidas infecções apareçam. Veja outras dicas

Também são utilizados medicamentos como terapia de suporte, que objetivam controlar ou inibir o surgimento de infecções, amenizar os efeitos colaterais da quimioterapia e melhorar a qualidade de vida do paciente em tratamento. Os principais são:

· Aciclovir

· Alfaepoetina

· Alopurinol

· Caspofungina

· Dexametasona

· Enoxaparin

· Filgrastim

· Levofloxacina

· Metilpredinisolona

· Mesna

· Mercaptopurina

· Sulfametoxazol

· Trimetoprima

· Voriconazol

**Todos estes medicamentos estão aprovados pela Anvisa, mas somente o Bortezomibe não é distribuído gratuitamente pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

A Abrale oferece gratuitamente Apoio Jurídico a todos os pacientes do Brasil. Se você está enfrentando alguma dificuldade em seu tratamento, não hesite em nos contatar!

 

Imunoterapia

As células cancerígenas são muito espertas e, por crescerem de forma rápida e descontrolada, podem enganar o sistema imunológico, para que ele não as veja como uma ameaça ao desligar a resposta imune ou parar as funções imunológicas que poderiam destruí-las. Com isso, a imunoterapia faz com que o próprio sistema imunológico reconheça as células doentes e as ataque.

Aqui, os medicamentos ajudam o próprio sistema imunológico do paciente a combater as células com câncer. Eles são aplicados via intravenosa, e podem apresentar efeitos colaterais como prurido, calafrios, febre, náuseas, erupções cutâneas, fadiga e dores de cabeça.

O Rituximabe, que pode ser administrado junto com a quimioterapia e radioterapia é um dos principais anticorpos monoclonais utilizados.

Este medicamento tem registro da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) e é distribuído gratuitamente pelo SUS (Sistema Único de Saúde).

A Abrale oferece gratuitamente Apoio Jurídico a todos os pacientes do Brasil. Se você está enfrentando alguma dificuldade em seu tratamento, não hesite em nos contatar!

 

Radioterapia

É usada em alguns casos, e geralmente junto à quimioterapia. Por meio de radiações ionizantes, ela destrói ou inibe o crescimento das células anormais que formam um tumor.

Como efeitos colaterais, pode apresentar problemas de pele, como ressecamento, coceira, bolhas ou descamação. Veja como cuidar de sua pele 

 

Transplante de medula óssea

Também chamado de transplante de células-tronco hematopoéticas (TCTH) é uma importante alternativa. Mas só é indicado quando o paciente não responde aos tratamentos iniciais. Se a medula não foi afetada, o transplante autólogo será realizado (a medula utilizada é a do próprio paciente). Se este órgão estiver acometido pelo linfoma, será necessário encontrar um doador 100% compatível.

Para entender melhor sobre o transplante, clique aqui

 

Vídeos de Linfoma

Depoimentos de LNH

  • Olá, sou Amanda Castro hoje tenho 14 anos e 7 meses, com 12 anos perdi a função dos meus rins e 1 ano e meio depois do transplante de rim, por causa de uma medicação tive um linfoma não-Hodgkin. Foi um susto pois havia acabado de fazer um transplante e minha vida estava entrando nos eixos... Pois desde de pequena fui privada de muitas coisas por causa da doença renal... Foram 6 meses de quimioterapia... E hoje pra honra e Glória do Senhor estou curada, há 2 anos e 2meses fora de terapia e curada! Leia mais
    Olá, sou Amanda Castro hoje tenho 14 anos e 7 meses, com 12 anos perdi a função dos meus rins e 1 ano e meio depois do transplante de rim, por causa de uma medicação tive um linfoma não-Hodgkin.
Foi um susto pois havia acabado de fazer um transplante e minha vida estava entrando nos eixos... Pois desde de pequena fui privada de muitas coisas por causa da doença renal... Foram 6 meses de quimioterapia... E hoje pra honra e Glória do Senhor estou curada, há 2 anos e 2meses fora de terapia e curada! Amanda Castro Linfoma não-Hodgkin - LNH
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 6
  • 7
  • 8
  • 9
  • 10

Certificados

Busca rápida


Importante!

Os conteúdos disponíveis neste portal são exclusivamente educacionais e informativos. Em hipótese nenhuma deve substituir as orientações médicas, a realização de exames e ou, tratamento. Em caso de dúvida consulte seu médico! O acesso a informação é um direito de todos.

 

Hospedagem Voluntária

hostgator