Menu
Conteúdo gratuito para pacientes de câncer e doenças do sangue, e seus familiares!

Você sabe o que é o Serviço Social?

  

O Que é O Serviço Social
Cada vez mais humanizado, ele é fundamental para acolher e orientar o paciente com câncer

Cada vez mais humanizado, ele é fundamental para acolher e orientar o paciente com câncer

Por Michele Oliveira – Apoio ao paciente Abrale

Ao contrário do que o senso comum diz, a profissão de assistente social não se resume a ajuda e caridade.

A assistência social é uma forma de atuação política em defesa dos direitos. É prevista e garantida pela Constituição Federal, dentro das ações da seguridade social, juntamente com a saúde e a previdência, e foi regulamentada por lei em 1993.

Voltada ao atendimento às pessoas em situação de vulnerabilidade e risco social, a assistência social oferece serviços, programas e projetos com o objetivo de superar exclusões, defender os direitos da cidadania e da dignidade humana, promovendo sua emancipação e autonomia.

O Serviço Social na área da Saúde

Não são raras as vezes que vemos os pacientes perdidos em relação aos seus direitos assim que recebem o diagnóstico do câncer. Eles ficam perdidos, o que torna o apoio do assistente social fundamental.

Neste primeiro momento, é muito importante entender o paciente e suas demandas, sempre com um olhar além do que lhe é apresentado. É crucial compreender os aspectos sociais, econômicos e culturais, situações nem sempre verbalizadas, mas que interferem no processo de tratamento. Cabe ao profissional do serviço social realizar um atendimento qualificado e buscar ações estratégicas que atendam às necessidades do paciente.

Orientação, esclarecimento e reflexão junto ao paciente e também à equipe profissional são as principais frentes de atuação neste caso. O profissional do serviço social será o interlocutor entre estes públicos, para que assim o tratamento oferecido seja correto e possibilite qualidade de vida.

Na Abrale, o serviço social tem justamente este papel. Acolhemos os pacientes e também sua rede pessoal de apoio (família, amigos e vizinhança), recolhendo os dados necessários. Além disso, nossa atuação também tem por finalidade:

  • Priorizar a humanização e eficiência na prestação de cuidados por outros profissionais;
  • Identificar e analisar os problemas e as necessidades de cada paciente, procurando a melhor forma de mediação e atuação dentro do código de ética da profissão e da instituição;
  • Efetuar visitas nos hospitais, quando surge uma demanda emergencial;
  • Acompanhamento social do paciente, até que sua demanda seja totalmente atendida;
  • Orientar o paciente e procurar a efetivação de seus direitos, como acesso a exames e medicamentos;
  • Intermediar as relações entre o paciente e os diversos agentes de saúde (públicos e privados), buscando a garantia de tratamentos e encaminhamentos.

O Brasil vive um momento de dificuldades políticas e econômicas que afetam diretamente a realidade social. Essas mudanças fazem com que a conduta dos profissionais de serviço social seja humanizada, qualificada e capaz de identificar, compreender e analisar as necessidades que se apresentam. Claro, sempre atuando com comprometimento, de forma incansável, para consolidar os direitos do paciente e proporcionar o melhor tratamento.

Como diz a Professora Dra. Marilda Iammamoto, “vivemos um momento propício a desafios…É preciso ter coragem, ter esperança para enfrentar o presente. Temos que resistir e sonhar. É necessário alimentar sonhos e concretizá-los dia a dia no horizonte de novos tempos, mais humanos, justos e solidários”.

Deixe um comentário

  Receba um aviso sobre comentários nessa notícia  
Me avise quando