Tel.: (11) 3149-5190 | 0800-773-9973

logo home

anemia aplasica

Data de criação: 17 Dezembro 2018

Subtipos

Consultoria Dra. Érika Midori

A anemia aplásica pode se apresentar de duas maneiras:

 

· Anemia aplásica adquirida

Pode começar a qualquer momento da vida. A maior parte dos casos é considerada idiopática, ou seja, não há uma causa conhecida. É possível que a doença se apresente após procedimentos como radioterapia e quimioterapia, já que ambos destroem as células tronco. Também é possível que o uso de determinados medicamentos, exposição a substâncias químicas e a gravidez causem o surgimento da doença. 


 · Anemia aplásica hereditária

É transmitida de pais para filhos. Ela é mais comum que a anemia aplásica adquirida e é normalmente diagnosticada ainda na infância.

Muitas vezes – mas não sempre! – as pessoas que desenvolvem este tipo da doença têm outros problemas de saúde (anormalidades congênitas, por exemplo). Também há anemia aplásica hereditária ligada à redução excessiva das extremidades dos cromossomos, chamadas telómeros. Neste caso, os familiares do paciente poderão ter um histórico de anemia aplásica ou cicatrizes pulmonares ou hepáticas. Geralmente, esta situação é diagnosticada nos adultos. 

 

 

Busca rápida


Importante!

Os conteúdos disponíveis neste portal são exclusivamente educacionais e informativos. Em hipótese nenhuma deve substituir as orientações médicas, a realização de exames e ou, tratamento. Em caso de dúvida consulte seu médico! O acesso a informação é um direito de todos.

 

logo rodape parceria social v02