Tel.: (11) 3149-5190 | 0800-773-9973

logo home

leucemia

Data de criação: 29 Março 2016 Last modified on 29 Março 2016

Leucemia Mielóide Crônica - LMC

Consultoria – Dr. Guilherme Perini

A leucemia mieloide crônica (LMC) é um tipo de câncer não hereditário que se desenvolve na medula óssea e, na maior parte dos casos, ocorre em adultos na faixa etária dos 50 anos (apenas 4% dos pacientes são crianças).

Ainda não se sabe ao certo o motivo para o seu surgimento, mas os médicos afirmam que é uma doença adquirida, que não está presente no momento do nosso nascimento, e não é hereditária.

A LMC se distingue dos outros tipos de leucemia pela presença de uma anormalidade genética nos glóbulos brancos, denominada cromossomo Philadelphia (Ph+). Os cromossomos das células humanas compreendem 22 pares (numerados de 1 a 22 e dois cromossomos sexuais), num total de 46 cromossomos. Nos pacientes com a doença, estudos mostraram que existe uma translocação (fusão de uma parte de um cromossomo em outro cromossomo) em dois cromossomos, os de número 9 e 22, caracterizando assim a leucemia mieloide crônica.

Hoje, mais de 70% dos pacientes conquistam a remissão completa da doença (quando nos exames não consta mais nenhum sinal da doença). 

Vídeos de LMC

Depoimentos de LMC

  • Em dezembro do 2015, fui diagnosticada com LMC. Descobri por acaso, após um hemograma pedido pela nutricionista. Estava com 29.500 leucócitos e plaquetas 870.000. (Apesar que vinha sentindo dor na junção do quadril com o fêmur, do lado direito há um ano e o ortopedista achou que era coisa da idade, rsrs, tenho 46 anos). Não preciso nem dizer que meu mundo caiu após o diagnóstico. Dois meses tomando Hydrea, alupurinol e Aas, eu sentia dores ósseas e dor no baço. E depois da angústia do diagnóstico, veio a angústia da espera de 5,5 meses para ter o tratamento pelo Leia mais
    Em dezembro do 2015, fui diagnosticada com LMC. Descobri por acaso, após um hemograma pedido pela nutricionista. Estava com 29.500 leucócitos e plaquetas 870.000. (Apesar que vinha sentindo dor na junção do quadril com o fêmur, do lado direito há um ano e o ortopedista achou que era coisa da idade, rsrs, tenho 46 anos). Não preciso nem dizer que meu mundo caiu após o diagnóstico. Dois meses tomando Hydrea, alupurinol e Aas, eu sentia dores ósseas e dor no baço. E depois da angústia do diagnóstico, veio a angústia da espera de 5,5 meses para ter o tratamento pelo HC de BH. Eu rezei demais pedindo a Deus que esse tratamento saísse!!! Os centros onco-hematológicos de BH estavam em greve por 2,5 meses. Comecei a tomar o Imatinibe e - para honra e glória de meu Deus - eu não tive nenhum efeito colateral com a medicação. A única é um pouco de inchaço nas pálpebras inferiores, que ao longo do dia vai melhorando. Faço dieta cetogênica, cortei todos alimentos industrializados da minha vida, todo glúten, lactose e o açúcar. Tive resposta hematológica com 20 dias e agora, depois de quase três meses, vou repetir o cariótipo para verificarmos se já tenho alguma resposta citogenética. Graças a Deus, levo uma vida normal. Trabalho 11 horas por dia. Tenhamos fé, nosso Deus é o Deus dos milagres e prodígios!!! Abraços!!! Lidiane Machado Leucemia Mieloide Crônica - LMC
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 6
  • 7

Certificados

Busca rápida


Importante!

Os conteúdos disponíveis neste portal são exclusivamente educacionais e informativos. Em hipótese nenhuma deve substituir as orientações médicas, a realização de exames e ou, tratamento. Em caso de dúvida consulte seu médico! O acesso a informação é um direito de todos.

 

Hospedagem Voluntária

hostgator